Espaço Mog

Após o fechamento do Ziriguidum e da Hammer, muitos campineiros de 18 a 22 anos ficaram sem opções de lugares para frequentar e ouvir o bom e velho rock’n’roll. Em 2011, o Espaço Mog surgiu para resgatar os fãs do rock.

A casa chegou com uma proposta exclusiva para a região de Campinas. Ela abre espaço para bandas autorais que possui pouco espaço na mídia, nomes como, Móveis Colônias de Acaju, Tulipa Ruiz, Boss in Drama, Bonde do Role, Cérebro Eletrônico, Garotas Suecas, Vanguart, Marcelo Camelo, Copacabana Club, Céu, Mallu Magalhães, entre outros.

A decoração é bem característica para o público moderno e alternativo, drinks exóticos e as máquinas de fliperama são os grandes diferenciais da casa. O Espaço Mog acomoda cerca de 500 pessoas, onde diversos sofás, puffs e mesas estão dispostas para agregar conforto à casa. O palco é localizado em um ponto estratégico, permitindo ótima visualização de todos os pontos do ambiente.

Image

Foto: Espaço Mog

A discotecagem é diferenciada, traz nomes de peso na história do rock como, Red Hot Chili Peppers, Arctic Monkeys, Guns ‘n Roses, Blink 182, Nirvana, Offspring, Foo Fighters, Kiss, Queen, entre outros; além de hits dançantes e envolventes da cultura pop como, Katy Perry, Rihanna, Kesha, Adele, Amy Winehouse e muito mais.

Allan Gaigher, dono do Espaço Mog, faz uma comparação entre o cenário de rock que tínhamos na década de 90 em Campinas com os dias atuais:

 Se estivermos falando de rock autoral independente, falta interesse, falta público e, consequentemente, bandas novas. Por algum motivo as pessoas foram perdendo interesse por eventos de rock autoral independente, prefiro acreditar que é algo cíclico e estamos em uma fase de baixa. Não falta nada em questão de estrutura, temos casas com palcos ótimos. Com certeza temos mais casas hoje em dia em quantidade e qualidade do que a 10 ou 20 anos, temos bons estúdios, mais escolas de música, acesso mais fácil a instrumentos e equipamentos. Mas a quantidade de bandas tocando rock autoral independente e pessoas buscando por esse tipo de evento é notavelmente menor. Em contrapartida, hoje em dia temos muitos shows cover de clássicos do rock lotando casas, bares de rock de qualidade em posição de destaque.

Acredito que o rock clássico e internacional está mais presente na noite de Campinas do que nas ultimas décadas. O pessoal só não está valorizando o que é produzido por aqui.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s