Hammer Rock – Ex-reduto de roqueiros

Inaugurado no dia 21 de Julho de 2006, o Hammer Rock Bar foi uma casa de show dedicada exclusivamente aos roqueiros e metaleiros de Campinas.

Além de bandas cover, bandas novas e underground da região, a casa trouxe para a cidade grandes nomes como Blaze Bayley, Grave Digger, MopTop, Muzzarelas, Violentures, Cardiac, Obituary, Exodus, Glória, entre outros.

A casa tinha capacidade para 400 pessoas. O ambiente era formado pelo palco localizado no centro, mesas e cadeiras distribuídas na “pista” e duas mesas de bilhar. Com o local relativamente pequeno, o público sentia-se próximo das bandas, quase uma apresentação vip.

Hammer1

Foto: AgitoCampinas

Apesar de ter sido considerado o melhor bar de rock e metal de Campinas, em 2009, a casa foi lacrada pela fiscalização por falta de alvará e nunca mais voltou a funcionar, deixando os fãs do rock pesado órfãos de uma boa casa de show.

 

Advertisements

Cardiac Rock

Cardiac é uma banda de rock formada em Janeiro de 2007 na cidade de Campinas. Com o intuito de mesclar peso, técnica e melodia, as músicas retratam o que cada integrante sente e pensa, com influências de diferentes vertentes musicais.

Image

Foto: Danilo Corleone

Confira uma entrevista com Jura Sales, vocalista da banda:

Como a banda surgiu?

Alguns anos atrás, após ter tocado em duas bandas de vertentes diferentes e conceituadas na cena independente na época. A ideia era montar algo sem grandes pretensões, junto com os amigos.

Quais suas maiores influências musicais?

Complicado, vai de Chico Buarque a Led Zeppelin.

Qual o estilo da banda?

Segundo o meu Pai, Rock Paulera.

Quais locais em Campinas a banda já se apresentou?

Com certeza em todas as casas de Rock de Campinas.

Qual a situação atual da banda?

Tocando no Brasil todo, em processo de gravação do segundo cd, e fechando uma tour Europeia no inicio do ano.

Qual o futuro que você busca para a banda?

Manter a banda viva, manter os amigos próximos, fazer grandes amizades em cada canto do Brasil. Sem gastar dinheiro, não temos pretensões de viver de banda.

Como você enxerga o cenário atual do Rock em Campinas?

Muitas bandas esperando as coisas acontecerem. Faça você mesmo, chame os amigos, organize o seu evento e bote pra foder! O cenário está um pouco preguiçoso, mas longe de estar morto.

O que falta na cidade de Campinas em comparação ao cenário que tínhamos na década de 90?

Falta incentivo cultural da parte da nossa Prefeitura, mais eventos independentes gratuitos. Como junta tribo, realizado na Unicamp, evento que tocaram bandas desconhecidas na época, como Raimundos, Pavilhao9 e Planet hemp entre outras, bandas que fecharam com gravadoras graças a esse evento regional.

O bom e velho rock’n’roll está morrendo?

Longe de estar morrendo, ele se renova a cada ano, e nos pega de surpresa. Se alguém discordar da minha resposta, é so escutar o novo e velho disco do Black Sabbath.

Conheça algumas músicas da banda!

Templo do underground é demolido

Matéria publicada no Jornal Diário do Povo em Setembro de 1997, fala sobre a demolição do antigo Bar Ilustrada, que agitou a cena cultural noturna. O bar recebeu bandas conhecidas do cenário do rock de Campinas, como Os Muzzarellas, Césio 137, Lethal Charge, entre outros.

Músicos que queriam mostrar seu trabalho autoral tinham o Projeto Segunda-Feira. As bandas de rock se apresentavam no Projeto 2h30.

Foi um espaço aberto para alternativos e qualquer outra tendência.

Reportagem jornal sobre a demolicao do bar Ilustrada